Se você já pesquisou na internet por algum produto ou serviço, entrou em uma loja virtual, clicou em comprar e efetuou o pagamento, bom, você já faz parte do comércio eletrônico. Apostar no segmento de vendas na web tem sido cada vez mais comum entre os empreendedores. Entretanto, nos últimos anos, o comércio eletrônico brasileiro precisou se reinventar para superar a crise que também afetou esse mercado.

Segundo pesquisa realizada pela Big Data Corp a pedido da PayPal, o número de lojas online cresceu 9,23% no Brasil entre junho de 2016 e junho de 2017. Mesmo com o crescimento, os dados ainda são menores comparados a períodos anteriores como 2015 com percentuais entre 21,52% e 24,67%. A pesquisa também observou um forte crescimento nas vendas dos grandes portais (sites com mais de 500 mil visitantes por mês) representando 14,77% do varejo pela internet.

Os empreendedores estão cada vez mais atraídos por negócios online, mas para conseguir faturar com a sua loja virtual é  preciso acertar em alguns pontos. Confira algumas dicas:

  • Uso de uma boa solução de e-commerce que permita diversas integrações;
  • Implantação da loja em um datacenter que garanta a estabilidade e segurança da sua loja online;
  • Acertar na estratégia de Marketing Digital utilizando-se das redes sociais e de plataforma de anúncios online, além do perfeito posicionamento dos seus produtos nos motores busca (Google, Bing, Yahoo, etc);
  • Adoção de um bom Sistema de Gestão (ERP) integrado com a sua plataforma de E-commerce;
  • Integração com sites desenvolvidos para promover a venda de produtos de terceiros (Marketplaces).

 

Muitas são as plataformas utilizadas para desenvolvimento de e-commerce, cada uma com seu nível de complexidade e funcionalidades exclusivas. A seguir, ranking das plataformas mais utilizadas elaboradas pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico.

Ranking Elaborado pela ABCOMM

Confira  o infográfico elaborado pela RockContent sobre e-commerce. Contendo hábitos de compra dos clientes, estratégias de remarketing, redes sociais, marketplaces, branding, dentre outras informações sobre o tema.

E se ficou alguma dúvida acerca de comércio eletrônico, não deixe de entrar em contato conosco enviando um e-mail para criamos@pontesdigitais.com